quinta-feira, 22 de abril de 2010

NOTA DE FALECIMENTO

A Academia Planaltinense de Letras tem a triste missão de comunicar o falecimento do escritor José Geraldo Pires de Mello, patrono da Cadeira XXVII da APL, ocorrido no dia 21/04/2010.
Autor de uma vasta obra, José Geraldo nasceu em 18 de maio de 1924. Estreou em livro com a obra De Braços Dados (coroa de sonetos), em 1975, seguindo-se outro livro de sonetos: Chama de Amor (1978), O Catavento Amarelo (1978) e A Mensagem do Arco-íris (1981), todos eles publicados em Brasília, onde residiu até seu último suspiro poético.
A APL solidariza-se com seus familiares e amigos nesse momento de muita tristeza, e presta uma singela homenagem ao GRANDE MAGO DAS PALAVRAS com o texto a seguir, de autoria do Acadêmico Joésio Menezes (Cad. XXVII), a quem o Jota (como era carinhosamente chamado pelos amigos) inspirou e incentivou a dar seus primeiros passos rumo à POESIA, quando o rapaz ainda era seu aluno no Centro de Ensino Universitário de Brassília – CEUB (hoje UniCeub).

MENSAGEM AO POETA
(Ao Mestre José Geraldo Pires de Mello)

Em teu Catavento, em teu Devaneios
Encontramos o teu grande mister,
Escrever bem sobre assuntos quaisquer
Sem balelas, sem medo, sem rodeios.

Mas quando o tema se refere a seios,
Minissaia ou decote ou mulher,
Tua caneta escreve o que bem quer
E os teus olhos revelam teus anseios.

Se Cruz e Sousa por aqui passasse
E uma mensagem para ti deixasse,
Ele provavelmente escreveria:

Nos teus versos tu’alma transparece...
E da tal sorte que o bom Deus parece
Viver feliz co’a tua poesia
”.

Nenhum comentário: