segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

OSWALDO CRUZ
Patrono da Cadeira XL

Oswaldo Gonçalves Cruz nasceu no dia 5 de agosto de 1872, em São Luiz do Paraitinga, pequeno povoado no interior do estado de São Paulo. Foi o primeiro dos seis filhos do médico Bento Gonçalves Cruz e de Amélia Taborda Bulhões Cruz. Em São Luiz do Paraitinga, mais precisamente na chácara do Dizimeiro, passou os primeiros anos de sua vida.
Em 1877, quando tinha cinco anos, o pai resolveu mudar-se para o Rio de Janeiro. Embora já lesse satisfatoriamente, tendo aprendido as primeiras letras com a mãe, foi só nessa ocasião que Oswaldo sentou-se, pela primeira vez, num banco escolar. Cursou o primário no Colégio Laure. Mais tarde, transferiu-se para o Colégio São Pedro de Alcântara e, depois, para o Externato Pedro II, onde se preparou para prestar os exames indispensáveis à matrícula nas escolas superiores.
Em 1886, aos quatorze anos – idade em que a maioria dos estudantes iniciava o curso secundário -, Oswaldo Cruz prestou, com sucesso, os exames para o ingresso na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.
Oswaldo Cruz recebeu várias homenagens e prêmios, no Brasil e no exterior, em reconhecimento às suas contribuições para o desenvolvimento do país e da ciência médica, em geral. Para ele, tais homenagens eram dirigidas, na verdade, a todos os companheiros de Manguinhos.
Em 1913, veio a confirmação do seu nome para a Academia Brasileira de Letras. No ano seguinte, recebeu homenagens em Montevidéu e em Buenos Aires: a cruz da Legião de Honra francesa e a homenagem da Sociedade de Medicina e Cirurgia.
Aos trinta e cinco anos, após ter sido detectada a presença de albumina em sua urina, recebera um diagnóstico de nefrite, problema que conhecia bem, pois seu pai havia sofrido do mesmo mal até morrer, aos 48 anos. Sua saúde se deteriorava a olhos vistos e na noite de 11 de fevereiro de 1917, aos 44 anos, Oswaldo Cruz faleceu em Petrópolis-RJ.


Nenhum comentário: