sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

HELY LOPES MEIRELLES
Patrono da Cadeira XXXVII

Hely Lopes Meirelles nasceu em Ribeirão Preto, no dia 05 de setembro de 1917. Faleceu em sua cidade natal no ano de 1990.
Graduado na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, é largamente reconhecido como um dos principais doutrinadores do Direito Administrativo e do Direito Municipal brasileiro, sendo autor de obras consideradas seminais nessas áreas.
Em 1943, ele ingressou na magistratura, ocupando o posto de juiz em várias cidades do interior. Também exerceu diversas posições no Poder Executivo, como Secretário da Justiça e Secretário da Segurança Pública do estado de São Paulo.
Foi juiz da Comarca de São Carlos e professor universitário em 1955 na Escola de Engenharia de São Carlos (USP) como professor no curso de "administração municipal" onde, baseado nas suas aulas, escreveu o livro Legislação para Engenheiros, Arquitetos e Urbanistas (Coletânea de Leis Anotada), edição do departamento de publicações da Escola de Engenharia de São Carlos em 1960 e o livro Direito de Construir editado em 1961.
Defendeu tese A Competência Estatal para o Planejamento Urbanístico em São Carlos, São Paulo em 1960, e aprovada pelo I Congresso Brasileiro de Urbanismo, realizado no Recife, em 1961.
Em 1967, já aposentado, elaborou um anteprojeto de lei orgânica do município de São Paulo. A estrutura do projeto foi adotada pelo município, e serviu de base para diversos outros municípios em todo o país.
Recebeu diversas homenagens, tanto em vida quanto póstumas. Dentro da área da Justiça, foi considerado um dos "Brasileiros do Século" em edição especial da revista Istoé.
Outra festejada obra do jurista é o livro Mandado de Segurança, com mais de 30 edições publicadas, no qual aborda outros temas de direito processual constitucional, cujas versões mais recentes têm sido atualizadas pelo professor Arnold Wald e pelo professor Gilmar Ferreira Mendes.
Assim, as sucessivas edições de todos os seus livros têm sido republicadas graças a um trabalho em conjunto de sua filha Vera Meirelles e dos atualizadores da Malheiros Editores

5 comentários:

Nilson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson disse...

Conheci o Doutor Hely em 1983 meus pais eram caseiros em sua chacará aqui em itupeva SP, parte das minhas conquistas profissionais muito devo a este magnifico homem, pois ele foi que financiou na época meus estudos!

Dizia ele:

" Ao invés de darmos o peixe enssinemos a pescar"

Dêda Lins disse...

Tive o primeiro contato com a obra de Meirelles em 2006, quando cursava extensão em direito administrativo. Inebriada pelo seu discurso, logo me senti próxima de sua pessoa e me vi triste com sua morte sem ao menos o ter conhecido. A idéia de seu caráter foi confirmada pelas inúmeras homenagens prestadas por aqueles que tiveram a sorte de conviver com ele.